Ouça o programa

De segunda a sexta às 14:00hs (hora de Brasília), sábados, das 11:00 às 16:00hs

Home Notícias Vídeos Contato Sobre

As notícias

A rainha do papel higiênico

Acho que não há lugar nenhum do mundo onde não tenha ocorrido uma corrida ao papel higiênico, que hoje em dia está mais raro que político honesto. Mas em Queensland, na Austrália, dona Haidee Janetzki cometeu um pequeno erro que a tornou muito popular. Logo no início da pandemia do coronavírus, nossa Haidee encomendou papel num site de vendas online. Na hora de colocar a quantidade, ela colocou 48, pensando que seria o número de rolos. Qual não foi a surpresa de nossa amiga ao receber 48 caixas de papel higiênico alguns dias depois. A conta no seu cartão de crédito foi de mais de 3 mil dólares australianos, além de mais 400 dólares pelo envio. Agora a nossa Haidee está vendendo rolos de papel higiênico aos amigos e vizinhos, cobrando um pouco a mais para tentar cobrir a conta do cartão. Dona Haidee Janetzki só não gosta é quando a chamam de “rainha do papel higiênico”…

Corruptos na era do coronavírus

O xerife do condado de Limestone, no estado americano do Alabama, está sendo julgado por 11 acusações de roubos e violações éticas relacionadas ao seu trabalho. Mas o julgamento teve que ser interrompido quando o xerife foi internado no hospital da cidade para – segundo seus advogados – ser testado por suspeita de ter contraído o COVID-19. O único problema é que o diretor do hospital disse ao juíz que o xerife Mike Blakely realmente tinha sido internado para vários exames, mas nenhum relacionado ao coronavírus, que o xerife não tem. O juíz deu uma bronca daquelas aos advogados de defesa do nosso xerife, e disse que poucas vezes viu um ato tão irresponsável e injusto com a comunidade como essa tentativa de aproveitar o COVID-19 para tentar escapar da cadeia.

Água (sanitária) não faz bem. Quem diria?

Aqui na Virgínia, Estados Unidos, as autoridades de saúde avisaram esta semana que beber cândida para prevenir o coronavírus não funciona, e pode causar sérios danos ao seu sistema digestivo. Nestes tempos malucos de coronavírus, aparentemente muita gente tem dificuldade para separar as notícias verdadeiras das fake news que circulam pelas redes sociais. O Centro de Controle de Venenos do estado diz que água sanitária é para limpar e desinfetar, não para beber. O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos recomenda diluir cândida em água para desinfetar as superfícies da casa onde muita gente toca, mas ao que tudo indica tem gente que não entendeu bem a receita.

Galinha cara

Uma galinha entrou sabe-se lá como numa loja da cidade de Ybor City, um bairro histórico de Tampa, na Flórida. No domingo, quando a loja estava fechada, a galinha ficou desesperada para sair da loja. Imagens da câmera de segurança mostram a galinha tentando bicar o vidro da vitrine para tentar escapar. Totalmente assustada, a galinha acabou quebrando quase tudo o que estava na vitrine, e causou um prejuízo de mais de 1200 dólares, uns 6 mil reais. A loja vende derivados de maconha, cachimbos de vidro e vários objetos de arte feitos de vidro e cristal, muitos deles bem caros. O distrito histórico de Ybor City tem muitas galinhas, que acabaram virando uma das atrações do local. Mas ao que se sabe é a primeira vez que uma das galinhas causa um prejuízo tão grande.

Um tesouro de herança

Um cara de Sidney, na Austrália, quase caiu de costas ao começar a limpar a casa de seu pai, que morreu há algumas semanas. Michael Guirgis encontrou num dos armários da casa um estoque de 270 rolos de papel higiênico fabricados na década dos 80, que seu pai tinha guardado sabe-se lá por que. Como papel higiênico hoje em dia vale seu peso em ouro, o nosso Michael reforçou o estoque de sua casa e disse que vai doar os outros rolos de papel para as pessoas mais necessitadas de Sidney. Ele até colocou um post no Facebook anunciando sua intenção de doar os rolos, e agora tem mais pedidos do que papel. Eu, heim? Papel higiênico vintage é outra coisa…

©2019 - Paulinho Leite